Temos 30 visitantes e 0 membros em linha

BIU Distance Learning Education BIU Educación a distancia BIU Estudos a distância BIU Enseignement à distance BIU Distance Learning Education BIU Distance Learning Education BIU Distance Learning Education BIU Distance Learning Education

Ensino On-line Bircham University

A A A

Como melhorar a capacidade de leitura?

 

 

  • O que é a velocidade de leitura?

Para explicar a interação entre a leitura e a mente, vamos a utilizar o exemplo da condução. Se vamos em um carro e aceleramos de 80 Km/h a 180 Km/h, nosso cérebro se vê obrigado a "adaptar-se" a essa nova velocidade, e assimilar a informação mais rápido. Se despois diminuimos a 120 Km/h, o cérebro nos dá a sensação de que vamos muito mais devagar. A razão é que ao acelerar, nosso cérebro se vê obrigado a captar mais informação em menos tempo; portanto ao desacelerar, lhe sobra tempo de percepção e capta mais detalles. Bem, o mesmo ocorre aplicado à leitura: quando incrementamos a velocidade de leitura, a mente se adapta a assimilar mais informação em menos tempo. A velocidade média de leitura de um universitário está em 240 palavras por minuto (p.p.m.). Com um treinamento de velocidade podemos aumentar esta em até 800 e inclusive 1.500 p.p.m.


  • Praticar para aumentar a velocidade de leitura.

Conhecendo o valor e o poder da leitura rápida, nos sentimos mais motivados a deixar os maus hábitos de leitura e a desenvolver outros novos e mais eficazes. A regra básica para dominar os hábitos de leitura corretos é praticar, praticar e praticar de novo! Devemos organizar sessões de treinamento, nas quais possamos concentrar-nos em ler muito rápido, sem uma preocupação exagerada de lembrar do que foi lido. Com a prática iremos conseguindo o mesmo efeito que tem a aceleração no cérebro quando dirigimos.


  • Escolher uma velocidade de leitura adequada para cada tipo de texto:


* Leitura de estudo (250 p.p.m.)
Esta é a velocidade adequada para assegurar a compreensão, enfrentando textos complicados ou com vocabulário novo.

*  Leitura rápida (400-800 p.p.m.)
Esta é a velocidade ideal para repassos, folhear relatórios, resumos e textos previamente lidos.

* Leitura de exploração (500-1.500 p.p.m.)
É a velocidade ideal para fazer um reconhecimento inicial de um texto. Nos permite descobrir rápidamente o temário, sua extensão e seus pontos de interesse e, o que é mais importante, nos familiariza para assimilar melhor  os novos conhecimentos. Quando exploramos um texto, localizamos seus pontos de interesse, analisamos sua extensão e determinamos seu temário, economizamos muito tempo de leitura desnecessária, já que na hora de estudar, saberemos ir diretamente ao assunto. A leitura de exploração inclui uma importante estratégia na hora de estudar, com o sistema de capítulos. Nos permite folhear o capítulo anterior e o posterior ao que queremos estudar, aumentando a compreensão e contribuindo na resolução de dúvidas potenciais.


  • Porque muita gente lê mais devagar do que poderia?

Por causa dos muitos maus hábitos de leitura que aprendemos desde criança. Um hábito é uma atividade repetitiva involuntária. A forma que lemos é um hábito. A boa notícia é que mudar um hábito de leitura é um processo simples, que requer um tempo relativamente curto, e que depende de nossas características particulares e da dedicação. Mais uma vez, a chave é praticar, praticar e praticar de novo! Estes são alguns dos benefícios de incrementar a velocidade de leitura:

  1. Para identificar mais rápido o que nos interessa e descartar o que não.
  2. Absorver o mais essencial de um texto com menor esforço e tempo.
  3. Compreender com mais claridade e assim poder reter melhor o aprendido.
  4. Dispor de mais tempo para aprofundar no tema ou fazer outras cosas.



Os hábitos de leitura que temos que tentar corrigir são:

  1. Ler tudo com a mesma velocidade. Alguns textos são mais difíceis de compreender que outros. Temos que saber adaptar a velocidade de leitura ao nível de dificuldade do livro, e também ao propósito da mesma.
  2. Ler devagar. Ler devagar fragmenta o material de leitura, ou seja, limita a perspectiva do que foi lido. Ler rápido permite captar conceitos com claridade.
  3. Movimentos ineficientes dos olhos. Ao ler, as vezes os olhos tendem a regressar à linha que já foi lida. Também pode ocorrer que quando passamos de uma linha a outra, as vezes temos a tentação de vagar, em vez de passar diretamente à primeira palavra da seguinte linha.
  4. Pouca superfície de fixação. Os olhos percebem entre 3 e 4 palavras cada vez que se fixam no texto. Este pequeno número de palavras que vemos é consequência da maneira que nos ensinaram a ler quando crianças: Palavra por palavra. Com treinamento, podemos chegar a ler, de uma só fixação até 12 palavras.
  5. Reafirmação auditiva. A reafirmação auditiva consiste em recitar as palavras durante a leitura. Este é um mau hábito adquirido quando o professor nos fazia ler em voz alta, para ter a certeza de que estavamos aprendendo a relação entre as letras e os sons. A chave está em conseguir ler sem "dizer" as palavras, já que ao ler em voz alta limitamos a velocidade de leitura à velocidade da fala, que é muito mais lenta.
  6. Distrações. As distrações internas e externas são verdadeiras "assassinas" da compreensão, já que rompem nossa concentração e nos obrigam a ter que reiniciar a leitura várias vezes.

 

Testemunhos

Graduações

Professores

Escritórios